Buscar

Me formei e agora?

por Juliana Santos


Nós já nascemos rodeadas de expectativas sobre quais passos devemos seguir para que sejamos bem sucedidas e realizadas na vida. Desde sempre aprendemos que às profissões mais clássicas possuem uma garantia maior de sucesso. A receita é passada de geração em geração e nosso dever é reproduzir sem questionar.

Ir contra o sistema é desafiador. Optar por um novo caminho ou até mesmo por um já conhecido quando realmente se gosta são exemplos corriqueiros de como a transição entre adolescência e vida adulta pode vir a ser muito solitária.

A vida da mulher em sua grande maioria é solitária. A maternidade é solitária. A vida profissional é solitária. O casamento muitas vezes também acaba sendo solitário. Todo o processo por independência possui seus vários momentos de solidão.

Não é nada fácil encontrar qual o seu caminho em um mundo em que muitas outras também estão procurando por isso. Mas, a gente consegue. Em algum momento, o que foi tão complicado de se começar, chega em um ponto importante e transformador. Você vai pra faculdade, cursar o que escolheu e uma nova fase se inicia repleta de expectativas.

Você possui inúmeras opções. Um estágio, uma iniciação científica, fazer parte de um núcleo ou até mesmo quem sabe ser efetivada. Mas, você também pode passar por todo esse período sem que muitas portas se abram. Sem o estágio dos seus sonhos. Mas, com outros caminhos que podem vir a serem trilhados.

A formatura chegou. Você se formou e simplesmente o que antes parecia tão bem planejado na sua lista de coisas essenciais para um futuro brilhante já não se realizou da forma esperada. Você se formou e a pergunta que não saí da sua cabeça é: e agora?

Se você chegou até aqui esperando por respostas, sinto muito por talvez lhe desapontar. Esse texto não possuí todas as respostas do mundo. Na verdade, não possuí quase nenhuma.

Mas, o que esse texto tem de diferente dos outros são palavras de perseverança! Não sabemos como foi sua faculdade e muito menos quais eram seus planos. Mas, nós sabemos que o mundo é muito grande para que você não mostre todo seu talento e potencial. Não sabe o que fazer depois de formada? Você pode se arriscar! Fazer uma nova graduação ou uma especialização. Pode viajar pra estudar ou aceitar um trabalho voluntário. Pode recomeçar. Pode fazer o que bem quiser. Às expectativas da criança no passado não vão interferir na profissional que você é hoje!

Você só não pode ficar parada. Faça a mudança na vida de alguém. Faça a mudança no escritório ou na internet. Aprenda um novo idioma. Concorra a uma vaga em outra cidade. Estude. Converse. Ouça. Faça a diferença.

Me formei e agora? O céu é o limite. Trilhe seus objetivos e planeje como os realizar.

Você está no lugar que deveria estar. E por mais clichê que isso pareça, a vida não é uma competição. Não existe pódio. Existe a sua linha de chegada e só isso importa. Todas nós somos vencedoras e enfrentamos uma batalha desde quando nascemos. Ser mulher é resistência em todos os aspectos. Ser mulher é ganhar uma luta todos os dias.

Você não é obrigada a ter a vida ganha no auge dos 20 anos. Ser totalmente realizada profissionalmente antes dos 30. Você está exatamente no lugar que deveria estar para começar a mudar sua vida e realizar seus sonhos. Não se esqueça disso! Nunca é tarde. Sonhos mudam também. Siga sempre o seu coração e não se esqueça de ser corajosa. Não se esqueça de ser feliz.

Você merece e vai ser aplaudida todos os dias. Respeite a sua caminhada até aqui. Respeite a si mesma, tenha empatia por si própria. Olha tudo que conquistou. Se orgulhe mesmo que a sociedade lhe diga que isso não é algo tão bom assim.

E por fim, quando a tão temida pergunta aparecer: me formei e agora? apenas continue essa caminhada tão linda que você vem fazendo. Comece algo novo se assim for o seu desejo. O futuro começa agora!

31 visualizações0 comentário